quinta-feira, 24 de julho de 2008

Pedro da Silveira (3)

Foto retirada da net

ILHA

Só isto:

O céu fechado, uma ganhoa

pairando. Mar. E um barco na distância:

olhos de fome a adivinhar-se, à proa,

Califórnias perdidas de abundância.


Pedro da Silveira in A ilha e o Mundo, Lisboa, 1952

3 comentários:

Jose Augusto Soares disse...

Parece que a fotografia foi tirada a pensar no poema.

Anónimo disse...

.

Anónimo disse...

Lindo poema!
Transparece bem o sonho e o desejo da Califórnia das farturas,e a aventura de alguns dos nossos antepassados, por um melhor sustento.
Autênticos heróis!

ma. rodrigues