domingo, 5 de outubro de 2008

Ambicionar sonhar ousar

( Tarde de 4 de Outubro de 2008 - clique para ampliar)

Congratulamo-nos por o PSD ter colocado o seu manifesto para o Pico no site (http://www.psdacores.pt/regionais08/index.php ).

Iniciativas como estas promovem uma discussão clara e objectiva das prioridades para cada ilha e dignificam a política, uma vez que tornam mais transparente o contrato entre o eleito e o eleitor.
Só assim os eleitores poderão fazer as suas escolhas de forma empenhada e consciente.

No entanto, sobre as propostas, em si, achamos que o Pico merecia mais.

Nomeadamente, na optimização de infra-estruturas como portos, aeroportos e estradas, assim como, melhores investimentos na saúde, investigação, ou administração regional.
Também verificamos que, embora tendo equipas desportivas ao mais alto nível competitivo, os parques desportivos não foram propostos para aqui.

Assim, penso não haver uma estratégia para contrariar o despovoamento e favorecer o rejuvenescimento da ilha.
Pois, sem um politica de criação de empregos qualificados, os nossos jovens não terão condições de regressar ao Pico, após terem feito um esforço na sua formação.

Sempre defendemos que as reivindicações devem ser responsáveis e justas, e que se deve prometer só aquilo que é possível cumprir. Mas, não terá havido uma falta de ambição?

Assim, talvez devido a uma carência de ânimo ou mesmo de imaginação, o manifesto parece-nos manifestamente pouco.

Até porque César, sem despender um esforço significativo, poderá cumprir todas as suas promessas para o Pico e acrescentar também as da oposição.
Não será nada de impossível, tendo em conta os milhões da EU que continuarão a chover nos Açores.

Mas, quando damos uma olhadela no manifesto da ilha vizinha http://www.psdacores.pt/regionais08/manifestos/faial.pdf , verificamos que houve outra preocupação.

Interrogo-me, então, se, uma vez que não sabemos reivindicar, não seria preferível encomendar o manifesto do Pico aos distintos autores do manifesto do Faial.

Até porque, os nossos ilustres vizinhos são detentores de um sincero anseio na promoção de todas as ilhas do triângulo e, decerto, não se importariam nada em ser nossos benfeitores, elaborando propostas para o Pico de idêntica qualidade e inovação.

Pois, perante tanta pequenês picoense, até no sonho, vem nos frequentemente à memória as palavras de um saudoso amigo, prematuramente desaparecido: Lepratecoma que até pedir não sabemos - exclamaria bem alto!

1 comentário:

geocrusoe disse...

Não haja dúvida que, embora pense que sejas daqueles que procurastes o futuro fora do pico, nunca te esqueces de o defender e de espreitar a ilha ao lado ;-)
Já agora, lendo o manifesto em causa do faial, informo-te apenas que bastava leres os jornais de cá, para veres que quem o fez foram os faialenses, apenas se omitiram algumas reivindicações frequentes, talvez para colocar aquilo que se pode cumprir.