terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O aeroporto do Pico servirá para quando mais necessitamos?


É com total desrespeito e desprezo que a TAP trata os picoenses e a rota Lisboa/Pico. E é também com total indiferença que o Governo Regional assiste impávido e sereno a esta postura da transportadora aérea em relação à nossa ilha e às nossas gentes. (...)

Dos 25 voos extraordinários a realizar para os Açores, 13 voos serão para a ilha Terceira e 12 para a ilha do Faial.
Ninguém acredita que nestes potenciais 7 mil passageiros que neste período e nestes 25 voos pretendem entrar e sair dos Açores por estas gateways (Faial e Terceira), não haja um número mínimo de passageiros que procuram vir para o Pico e sair do Pico nesta quadra natalícia, que justifique pelo menos 2 voos (um pelo Natal e outro no início do ano)?! (...)

Ter a possibilidade de viajar directamente de Lisboa até ao Pico e vice-versa é oportunidade que não se perde. O Pico tem um aeroporto em condições, é uma das gateways dos Açores, a TAP já faz esta rota há mais de 3 anos, por isso ninguém entende porque hão-de ser obrigados os nossos estudantes e todos os que nesta quadra pretendem vir à nossa ilha, a entrar pela Terceira e/ou pelo Faial.

É necessário dar a cara ao inconformismo!!! Os deputados do PSD eleitos pelo Pico vão endereçar formalmente esta indignação à transportadora aérea e ao Governo Regional, no entanto acho que os cidadãos directamente lesados e igualmente indignados, deveriam manifestar também o seu desagrado! (...)

Cláudio Lopes, O Dever de 27 de Novembro de 2008


Sirvo-me deste brilhante artigo do Cláudio, para me solidarizar com todos aqueles que, nesta quadra natalícia, regressam ao Pico imbuídos dos mais nobres sentimentos natalícios.

Também eu fiz muitas destas viagens, ora pela Terceira, ora pela Horta, e sei muito bem quais os incómodos e despesas que estas acarretam.

Fico a pensar se a solidariedade, paz e amor tão próprias desta quadra, se esgotarão no tradicional peditório a favor dos pobres, ou no cumprimento de aperto de mão na missa da meia-noite.
O espírito natalício, penso eu, deverá também se traduzir em actos concretos, aliviando o nosso semelhante de continuados sacrifícios e desconfortos, mesmo que tenhamos de afrontar o poder instituído, seja ele qual for.

Pois, como mais uma vez se verifica, o poder arbitrário que está a ser exercido é consentido pelos mais cómodos silêncios e omissões. Cada qual na sua devida proporção e responsabilidade.

8 comentários:

Caguei te Mariano disse...

Desculpem mas voces nem têm rota lisboa/pico. Porquê que a Tap iria gastar um vôo extra so para meia duzia de pobres coitados poderem "aterrar" num directo de Lisboa? Mostra que realmente voces querem um vôo, agora porquê que iriam reunir os habitantes do pico num unico vôo como se tratassem duma claque de futebol...? Sejamos realistas, a nivel de capacidade/procura, um vôo so seria viavel se fosse efectuado pelo Dornier. Algo me diz que tal nao existe na frota da Tap, mas tambem posso tar enganado. Bacanos, fiquem felizes, como nao têm vôos directos, ha menos movimento no aeroporto, se há menos movimento, as luzes nao se gastam. Aproveitem esta epoca natalicia para acenderem as luzes e meterem a pista desse aeroporto como a maior arvore de natal, na horizontal... feliz natal

acompanhante disse...

Brilhante artigo? Paulo julgava-te mais exigente, esse gajo só quer é estar sem trabalhar estes anos todos e ainda diz que quer ior para a Câmara só fez merda gastou um milhão de contos na vila das lajes que não serve para nada.

entre o canal disse...

Não vale apena estar só a dizer o que está mal!!!!!
As pessoas da ilha do Pico é que tem que se juntar e reivindicar isso!!! Tal como aquela situação em que queriam mudar as urgências da Madalena para São Roque, o alarido que foi.
Mas como não se querem chatear estão sentados e baixam os braços, já para não falar dos politícos eleitos pelo PS, nem um pio sobre o assunto.
Se fosse no Faial a coisa era diferente reivindicavam tudo e mais alguma coisa, esses e que são discretos. por outro lado, os do Pico são um cambada de tolos, gostam de ser espezinhados até ao fundo, por isso é que não tem um hospital decente (Tres centros de saude sem condições) e um aeroporto com ligações.
Se se juntassem e reclamassem já seriam muito mais evoluidos.
Isto é consequência do bairrismo entre os concelhos no passado e agora começam a abrir os olhos e a alterar as suas atitudes.
O Faial como tem apenas um concelho não tem esse problema.
Por isso enquanto estiverem calados e não se revoltarem continuaram sempre assim.

artur xavier disse...

"Bem aventurados os pobres de espírito, pois deles será o Reino dos Céus!"...
E dos cobardes, dos que mordem pela calada, dos que vomitam todos os seus ódios, rancores e frustrações, escondidos por detráz de um simples teclado de um computador pessoal!? Também será deles, o Reino dos Céus?
Sejam Homens e Mulheres com "Hs" e "Ms" grandes e deixem de ser tão, ou mais, rasteiros que um réptil. Discutam os problemas que preocupam as pessoas, apontem caminhos e ou soluções mas façam-no com dignidade, verticalidade e coragem.
No fundo, lá bem no fundo, apesar da muita revolta, sinto pena e tenho dó desta gente! Palavra de honra, que tenho.

Rui Pedro Ávila disse...

Já sobre este tema dei a minha opinião no blog - Lajes do Pico, mas achei interessante a forma como o Paulo abordou a questão, trazendo a lume parte do artigo do Claudio. É que não é preciso, como muito bem diz o Artur Manuel, ofender anonimamente ninguém para dele se discordar, isso é infelizmente a "capa" que mais é utilizada na "blogosfera". Não tenho qualquer dúvida de que muitos "opinadores" eruditos não escreveriam dez por cento do que por aí anda, se tivessem de assinar o seu nome. Por falta de coragem e por comodismo. Pôr a lebre a mecher e deixar-se ficar na partida é muito próprio de quem só quer parecer mas nunca há-de ser: defensores de algo nesta ilha.

Caguei te Mariano disse...

bom... essa capa ha de me servir de certo... da mesma maneira que serviria ao two way channel, ao patriota duns actos, etc etc... até podia nem ser sobre mim, mas reagirei como se fosse... ofender, muitos de vos ja o fizeram, até mesmo á minha frente, sem saber que era do "ilheu iluminado"... pois se nesse rochedo existe pessoas cultas, devem tar muito bem escondidas sob os pacovios que aí habitam... e ja agora, razao, até podem na ter, mas so o facto de incluirem na "discussao", a terceira e o faial, para mim já é motivo para andar por aqui. Voces nunca têm desculpas sem ser que nos temos isto ou nos temos aquilo... e ainda para mais, ilheu iluminado até tasse bem... pelo menos aqui nao falta a electricidade durante horas... deviam preocupar se mais com a vossa propria luz que tar a atacar por falta de vôos... ate fica mal... bacanos, esse rochedo á noite, ate desaparece, tive que me orientar pelo meu rico faial para saber em que direcçao seguir... aldra, e depois querem "isto", "aquilo" e "aquele outro"... ate fazem um grande favor em nem ter vôos extra. se a vossa ilha fosse o primeiro exemplo para alguem que visitasse o triangulo, iriam para casa com um mau pensamento errado do que seria um local mais apetecivel dos açores, o famoso triangulo. inte

Rui Pedro Ávila disse...

OFENDER, NUNCA POR NUNCA OFENDI NINGUÉM. PODEM NÃO GOSTAR DO QUE ESCREVO OU DIGO. É NATURAL. MAIS, SEMPRE DEI ESTA "CARA", CONHECIDA E PÚBLICA, RECONHEÇO QUE TENHO IMENSOS DEFEITOS, MAS PREZO MUITO A MINHA PALAVRA E A MINHA FRONTALIDADE E, ACIMA DE TUDO, CORDIALIDADE. BLOGOSFERA, VOLTO A DIZER, PODERIA SER BEM MELHOR SE TODOS NOS IDENTIFICÁSSEMOS, MAS QUASE NENHUNS O QUEREM. POR AQUI ME FICO, MEU CARO "C.. MARIANO", E PODE CONTAR COM A MINHA SEMPRE PRONTA DISPONIBILIDADE E SOCIABILIDADE, CÁ NA ILHA, MAIS NA PONTA DA ILHA, SE DELA NECESSITAR... 914394857
Esta foi a opinião que deixei no outro bolgue:
"OS VULTUOSOS INVESTIMENTOS NO PARQUE DE COMBUSTIVEIS NO PORTO COMERCIAL DO PICO, NA VILA DE SÃO ROQUE, CONTINUAM. É UMA OBRA DE GRANDE INVERGADURA E, SÓ QUEM POR LÁ PASSA, PODERÁ AVALIAR DO QUE LÁ SE ESTÁ A INSTALAR. A EQUIPA DE TÉCNICOS ESTÁ NA VILA DE S. ROQUE A TRABALHAR HÁ MESES, ININTERRUPTAMENTE. PARA QUÊ ESSE FRENESIM? TUDO A SEU TEMPO, MAS COM CONSISTÊNCIA."

artur xavier disse...

Caguei-te Mariano é uma expressão usada na Ilha de São Miguel. Pelo menos, assim era há umas décadas atrás. E era uma expressão que as pessoas utilizavam, quando queriam desdenhar de alguém ou de algo. Era uma coisa genuína, do Povo e, como tal, pura!
Agora, não sei porque carga de água vem uma pessoa do "ilhéu iluminado" (No dizer da própria) utilizá-la para lhe servir de capa e ou de capote!?... Ao mesmo tempo, apelidando-nos de "pobres coitados" e de "pacóvios", mostra-se muito ofendido. É preciso ter lata e descaramento. Passa fora!
Ao meu querido amigo Rui Pedro:
Consegues ser melhor do que eu imaginava, ao "estender a passadeira" e ofereceres a tua hospitalidade a alguém que desconheces e que, acima de tudo, se exprime tão mal na língua de Camões. Vê lá se a maleita é contagiosa.