quinta-feira, 13 de maio de 2010

Banif acolhe “Zenografias” de Rui Goulart até 28 de Maio


Amigo, estás bem?
Amigo, não vires as costas ao mundo, lá fora está uma voz que grita por ti.
Amigo, deixa os ecos pousarem, as mentes apagarem-se.
Amigo, não tenhas pressa na conquista de mais um dia.
Amigo, não adormeças eternamente na sombra do passado.
Amigo levante os braços e descansa os segredos dos outros.
Amigo, olha à tua volta, sente as pétalas labiais de uma musa.
Amigo, dorme tranquilo entre a luz do presente e a escuridão do passado.
Amigo, não chores sozinho, basta um sinal para acordares a felicidade.
Amigo, acredita que espaço e o tempo são miragens da razão.
Amigo, a saudade é uma memória com dois sentidos.
Amigo, ergue o futuro e corre na aventura dos sentidos.
Zenografias é o título da mostra do jornalista da RTP-Açores, que, em 40 fotografias e 20 poemas, revela ao público uma faceta mais íntima, até agora desconhecida de (quase) todos.

Segundo o autor, “a fotografia é um poema do olhar, e um poema, é uma fotografia da alma”.

O Banif tem vindo a apadrinhar várias exposições, segundo Ricardo Ferreira, administrador do Banif Açores, de forma a dar visibilidade aos trabalhos realizados, muitos deles pela primeira vez.

A exposição poderá ser vista até 28 de Maio no átrio do edifício Banif em Ponta Delgada.

Noticia retirada de

2 comentários:

Maninha disse...

tem piada...conheço bem uma das frases dessa notícia: http://alegreoutriste.blogspot.com/2010/05/zenografias.html

Café Puro disse...

Já nos tempos de liceu, o Rui mostrava essa tal faceta intimista, mas apenas na escrita.
Parabéns