sábado, 24 de julho de 2010

Últimas previsões do Polvo Paul: Carlos César deseja ter o seu sucessor político na Nova Maternidade do Pico

Com o intuito de conhecer as imprescindíveis previsões do Polvo Paul (PP), deslocámo-nos ao aquário de Oberhausen, no oeste da Alemanha.
Ao entrarmos no aquário deparámo-nos, desde logo, com o olhar sagaz e perscrutor de Paul, enfim com aquele olhar que só os polvos sabem ter.

BN: Caro Polvo Paul (PP), gostaria de lhe pedir umas previsões.
PP: Ora, disponha. Mas primeiro devo-lhe dizer que as minhas previsões só funcionam se acreditar muito… e se tiver mesmo muita fé cá no polvo.

BN: E tenho… Pois sempre ouvi dizer que o polvo é sábio e tem sempre razão.
Mas adiante… Caro PP, com explica que, apesar de muitos humanos terem previsto que a Alemanha só claudicaria frente à Espanha, só um polvo é que ficou famoso?
PP: Sabe, nós não somos seres quaisquer… Nós, os polvos, somos cefalópodes… não somos acéfalos…
BN: Presumo que está a utilizar metáforas.
PP: Por vezes uso metáforas…

BN: Polvo Paul, prevê que o Governo dos Açores irá construir uma maternidade no Pico?
PP: Claro, Carlos César não só tem essa intenção, como deseja ter o seu sucessor político na Nova Maternidade do Pico.
BN: Xi…mas isso não é p’ra já…
PP: É para quando for…Sabe, futebolisticamente falando, César lembra-me o Eusébio, o tal que enquanto este esteve no activo, o Benfica não perdia.
BN: Mas, e a presidente da câmara de…
PP: Sabe, há quem fique contente por ganhar apenas na sua rua… Já agora, não será má ideia pôr o rapaz do Pico a aquecer se a coisa der para o torto…

BN: Voltando ao Pico, o que deve o governo fazer para desenvolver a nossa ilha?
PP: Deve ouvir o polvo do Pico.
BN: Mas já ouve…
PP: Não ouve. Só faz que ouve.
BN: Mas então, o que deve o governo fazer para ouvir o polvo?
PP: Primeiro diga-me, há algum polvo famoso na sua ilha?
BN: Famoso, famoso há o à moda do Pico.
PP: Credo… recuso-me a continuar a entrevista com comedores de polvos.

Posto isto, o PP amuou e, mesmo após várias insistências, deu por terminada a conversa.
Resta-me acrescentar que regressámos aos Açores via Frankfurt e que a viagem ocorreu sem incidentes.

3 comentários:

Tiago R. disse...

Lindo!

A ilha dentro de mim disse...

Humor do mais fino... Muito bom!

Jose Augusto Soares disse...

Parabéns, Paulo.

Brilhante!