domingo, 13 de julho de 2008

Pico - Governo recua na maternidade mas avança no matadouro

À construção do novo centro de Saúde do Pico foi retirada a verba de 500 mil euros, voltando o processo à estaca zero, segundo o Ilha Maior de 11 de Julho. Contudo, sabemos que não é de excluir o melhoramento da sala de desmancha do Novo Matadouro do Pico, uma vez que esta apresenta vários defeitos construtivos e funcionais.

Assim, congratulamo-nos por alguém se ter lembrado de picoenses. Sim, pois não é só dos bovinos picoenses que estamos a falar, mas também dos ovinos e caprinos.
Quanto à troca da sala de partos pela sala de desmancha, só nos resta apoiar esta iniciativa e dizer a tantos mal agradecidos: irra, com tantos sítios para nascer, porque é que os picoenses querem nascer no Pico?

Resta-nos agradecer a todos, nomeadamente aos picoenses de gema, leia-se parlamentares do PS do Pico, que ainda há bem pouco tempo “constataram, com particular incidência nesta ilha (Pico), a “elevada qualidade infra-estrutural” dos respectivos equipamentos e dos recursos humanos ao serviço desta instituições (Saúde e Solidariedade Social).”

Se a qualidade é assim tão elevada, porquê melhorar? Terá sido a conclusão lógica.

1 comentário:

JRV disse...

Excelente post. Uma questão de prioridades... Os deputados eleitos pelo Pico, nomeadamente os socialistas, devem uma explicação aos seus eleitores, não?