sexta-feira, 11 de julho de 2008

We can do better


A Comissão Política de Ilha (CPI) do Partido Socialista aprovou no passado dia 27, por maioria, os nomes de Lizuarte Machado e de Hernâni Jorge como primeiro e segundo da lista a apresentar ao eleitorado nas legislativas de Outubro próximo. Na reunião o Secretariado de Ilha propôs ainda que o terceiro lugar seja ocupado por um elemento do sexo feminino residente no concelho de São Roque. A lista completa vai ser submetida, até ao próximo dia 15, ao Secretariado Regional a quem cabe a aprovação final dos candidatos propostos.
A CPI do Partido Social Democrata também já aprovou a grande maioria dos seus candidatos. Reunidos na passada segunda-feira, os laranjas ratificaram o nome de Duarte Freitas como cabeça de lista do partido às próximas legislativas. Cláudio Lopes e Jaime Jorge, actuais deputados no Parlamento Regional, ocuparão os dois lugares seguintes.(...)
In Ilha Maior de 4 de Julho de 2008

Congratulamo-nos com a escolha de ambas as listas, pois apresentam candidatos experientes e competentes. Pensamos até que os cabeças de lista, quer do PS quer do PSD, estarão destinados a voos mais altos.

Estamo-nos a lembrar da Secretaria do Mar e de um lugar ao Parlamento Europeu, ou Assembleia da República, para os candidatos do PS e PSD, respectivamente.
Assim, os terceiros candidatos serão elegíveis e, aqui, estranhamos o facto do PS apresentar o futuro deputado como “um elemento do sexo feminino residente no concelho de São Roque.”

Como não haverá nenhum sorteio para apurar a candidata, pensamos que não houve tempo para negociar o lugar e então este ficou em aberto. Bem, mas uma vez que não temos listas uninominais, porque é que o candidato tem de ser de S. Roque?

Enfim, assuntos que o PS terá de resolver aplicadamente em locais próprios. Pois sabemos quão exigente é a profissão, uma vez que, os vários líderes parlamentares da Assembleia gostam de dar indicações de voto diferentes, consoante o seu grupo parlamentar.

Será preciso, pois, uma redobrada atenção, aquando do exercício do direito de voto na Assembleia, para os nossos futuros representantes irem de encontro às indicações de voto do respectivo líder parlamentar.

3 comentários:

Anónimo disse...

Tenho de admitir que esperava melhor. Estes mesmos senhores, tanto do PSD como do PS, vivem eternizados na política. Faz-me muita confusão que se faça profissão de cargos que deviam estar limitados ao exercício por um certo número de anos.

JJ disse...

Amigo Paulo,
permite-me que utilize esta tua frase:"Congratulamo-nos com a escolha de ambas as listas, pois apresentam candidatos experientes e competentes."
Pensemos melhor se, na maioria dos casos, e falando das pessoas indicadas, podemos afirmar que experiência e competência andam de mãos dadas?!? Eu não concordo. Experiência têm em aquecer as suas cadeirinhas na ALRA, mas competência essa jamais existiu. Defender o Pico, exigir ao Governo coisas para o Pico nunca me pareceu ser competência desses senhores... Definitivamente, uma má aposta!
Abraço.

Patriota d'uns actos disse...

Caro sr basalto, novamente discordo do seu post. P´ra já do título, que me fez ir ao dicionário do novo acordo ortográfico e nada. Até que me alembrei que era estrangeiro e procurei no devido. Bem a tradução deu: nós lata fazer manteiga. Quererá vossemecê dizer: nós temos a lata de fazer manteiga ( ou cera que tb é gordura)?
Lá tive que pedir ajuda ao meu sobrinho, que me traduziu em: Nós podemos fazer melhor. E eu pergunto, então porque não fazem? Estes estiveram sempre lá.
Quanto ao sorteio do candidato, era boa ideia. Olhe vossemecê que há taludas menos premiadas. E já agora digo, porque não eleger mesmo um candidato surpresa e, depois qdo reunir a Assembleia, a gente logo vê quem é. Saiba vossemecê que há candidatos eleitos pelo Pico que a gente ainda não descobriu quem são.

Comprimentos de cumprimentos,
Patriota d’uns actos